Archive for Gaia

É a Gota D’ Água +10

É a Gota D’ Água +10 from Movimento Gota d’ Agua on Vimeo.

Anúncios

Comments (1)

What Does it Mean to be Free?

Da Adbusters:

What Does it Mean to be Free?

The post-World War II American dream was a strange, fleeting moment in global history – an opulent and optimistic 50 years when the world was our oyster and individual freedom reigned supreme. Now we’re beginning to realize that this dazzling celebration of individual autonomy begat some very dark consequences. It gave birth to entire generations of hyper-individuals plagued by a bottomless hunger for MORE. Despite footprints five times larger than they should be, they still want MORE. And when they don’t have the money, they turn their backs on reality, max out their cards and get what they want anyway.

Over the space of only 50 years, consumption in America went up by 300 percent and the American dream devolved into an insatiable colony of hungry ghosts. If you scratch just beneath the surface of our ecological and economic crises, you’ll find a crisis at the core of consciousness — a diseased way of life and sense of self — a cultural crisis of freedom-without-responsibility run amok.

Now with the world’s natural capital largely consumed and the climatic tipping point approaching fast, we’re in for a massive reappraisal of what individual freedom and the pursuit of happiness are really all about. Is every person on the planet entitled to glide around in a ton of metal — air conditioning blasting, gasoline burning? Does every human being on Earth have the right to a fridge, a flush toilet, hot running water and a car?

ONE STANDARD FOR ALL

Here’s the $64-billion apocalypse-now question that Copenhagen failed to answer: Should the right to emit greenhouse gases be shared equally by all people on Earth? Known in diplomatic circles as the “per capita principle,” this universal, one-standard-for-all principle has long been insisted upon by China, India, Brazil and most other developing nations. Applying this principle would allow each of the planet’s seven billion people an annual emissions quota of 2.7 tons of carbon dioxide. That’s harsh news for Americans and Canadians, who currently emit 20 tons per person, Europeans who emit 9 tons, Australians who emit 18 tons and Japanese who emit 9 tons.

Editorial completo aqui.

Comments (1)

Rascunho de Copenhague

Esse é o draft do documento que poderá ser o artigo no Guia do Mochileiro das Galáxia sobre o planeta Terra.

Apoiar a dignidade dos países atingidos pelas mudanças do clima no planeta” já é um grande começo. Considerar a dignidade sempre é bom.  Mas já temos vários países que poderiam ter suas diginidades apoiadas agora mesmo.

un-fccc-copenhagen-2009.pdf

Deixe um comentário

Sarkozy propõe lançar Organização Mundial do Meio Ambiente

Se vingar, vai ser bacana. Ele bem que podia aproveitar e desistir de entulhar o Brasil com sucata nuclear

Sarkozy propõe lançar Organização Mundial do Meio Ambiente

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, propôs nesta terça-feira (22) a criação de uma Organização Mundial do Meio Ambiente para legislar sobre o direito internacional do assunto, tão respeitada como a do comércio.

Com a nova instituição, o presidente francês acredita que seja possível reagrupar as agências existentes. O órgão poderia entrar em operação em 2012, quando deve ser definida a realização da cúpula Rio20, que o Brasil propõe organizar.

Sarkozy enfatizou durante a Conferência Internacional que “pela primeira vez na história da humanidade, o objetivo de uma negociação supera o destino de um país, de uma região ou de um continente, porque é preciso decidir o futuro de toda a terra”.

Ele reconheceu que as negociações internacionais para reduzir as emissões poluentes estão paralisadas e considerou que existem quatro pontos que devem dirigir o êxito da Cúpula da Mudança Climática, que acontecerá em Copenhague em dezembro.

Resto, aqui.

Deixe um comentário

Life Inc.

Life Inc. promete:

“In Life Inc., award-winning writer, documentary filmmaker, and scholar Douglas Rushkoff traces how corporations went from a convenient legal fiction to the dominant fact of contemporary life. Indeed as Rushkoff shows, most Americans have so willingly adopted the values of corporations that they’re no longer even aware of it.

This fascinating journey reveals the roots of our debacle, from the late Middle Ages to today. From the founding of the chartered monopoly to the branding of the self; from the invention of central currency to the privatization of banking; from the birth of the modern, self-interested individual to his exploitation through the false ideal of the single-family home; from the Victorian Great Exhibition to the solipsism of MySpace; the corporation has infiltrated all aspects of our daily lives. Life Inc. exposes why we see our homes as investments rather than places to live, our 401k plans as the ultimate measure of success, and the Internet as just another place to do business.

Most of all, Life Inc. shows how the current financial crisis is actually an opportunity to reverse this 600-year-old trend, and to begin to create, invest and transact directly rather than outsourcing all this activity to institutions that exist solely for their own sakes.”

Comments (1)

One Flag – Adbusters

A Adbusters promoveu o concurso One Flag e os resultados surpreenderam.

A idéia era criar o design de uma bandeira que não simbolizasse uma única nação mundial, mas algo que representasse a humanidade como um agrupado, um coletivo de gente em prol de todos, a cidadania global, e o ganhador foi Marc – que também criou não exatamente uma bandeira, mas um conceito bem legal de ver como somos todos um.

marcsflag

A bandeira vencedora - e inspiradora

Marc está levando o concurso além, e com a Adbusters está CONFECCIONANDO a tal bandeira pra hastear pelo mundo o insight que ele teve. Já tem bastante gente no Google Maps a fim –  eu escrevi um e-mail pro cara pedindo uma também 🙂

Outras boas idéias apareceram:

2

de Luba Mikhnovsky

2

de Bizhan Khodabandeh

3

de Anna Logan Napoli

4

de Jennifer White-Torres

Esse lance de imaginar visualmente um conceito que represente a coletividade é uma ótima maneira de nos preparar pro despertar. No dia que sacarmos que estamos todos no mesmo barco, pelo menos já teremos ótimas bandeiras pra navegar.

Deixe um comentário

Melt

Como diria meu brother Magrito, “enquanto o mundo continua parolando, a água e os termômetros vão subindo“, de verdade:

Degelo de ponte pode separar plataforma gigante da Antártida

platf

O aquecimento global continua causando sérios prejuízos à plataforma de gelo Wilkins, na Antártida, segundo noticiou nesta terça-feira a ESA, agência espacial européia. Novos pedaços se desprenderam, inclusive uma área de grande importância para o equilíbrio da plataforma, espalhando novos icebergs pela região e derretendo o equivalente em superfície a 700 km² – quase o tamanho de Nova York. As informações são do jornal espanhol El Mundo.

A plataforma Wilkins, que fica no oeste da península antártica, sofreu uma redução de quase metade dos seus 16 mil km² desde que o degelo começou a ser registrado em 1990. Os pesquisadores acreditam que seriam necessários vários séculos para que a baixa espessura atual do gelo na região se recupere. Leia aqui

Comments (1)

Older Posts »