‘Time’ lista os 10 maiores CEOs fraudadores dos EUA

Só pilantra.

A revista Time elaborou uma lista com dez casos de executivos-chefe (CEO, da sigla em inglês) que foram envolvidos em escândalos criminais. Com o título de “O Crime Não Compensa”, a reportagem cita o caso da gigante americana de eletricidade Enron, que teve dois CEOs, Kenneth Lay e Jeffrey Skilling, condenados por fraude e conspiração.

A Enron faliu em dezembro de 2001 e, segundo a revista, seu colapso “ceifou empregos e as economias de milhares de pessoas”. Ambos os executivos foram julgados e condenados em maio de 2006. Lay morreu dois meses depois, aguardando sentença que poderia chegar a 45 anos de prisão, e Skilling foi multado em US$ 45 milhões e está cumprindo pena de 24 anos de detenção em um presídio federal dos Estados Unidos.

Resto, aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: