Satori Movement e a nossa comida

A Satori Movement, marca ligada ao movimento sk8, produz materiais ecológicos e aposta em rodas de skate sem uso de petróleo em seu processo de produção (eles usam um óleo produzido a partir de milho, o que não é exatamente ecológico, mas chuta o uso da “água negra” pra longe).

Eles também têm uma coleção de roupas – todas feitas à partir de bambu ou, sim, maconha (cânhamo).

As rodas de skate chegarão às lojas gringas em junho, mas as roupas já estão sendo vendidas online pela Culture Skate – mas você precisa confirmar o pedido por fax ou e-mail pra evitar fraudes.

É bacana ver todo mundo buscando alternativas ao uso de materiais provenientes do petróleo – temos carros flex, biodiesel e até rodas de skate “ecológicas”. O problema é que a demanda por compostos produzidos à partir da cana, do milho e de sabe-se lá o que mais está criando uma bomba inesperada – o preço da comida no mundo está subindo. Quando o mundo optou por cultivar bens que servirão para gerar combustível, ração para animais (o Ocidente come mais carne do que nunca) ou estes novos materiais “ecológicos”, o espaço destinado ao cultivo de comida encolheu. E a comida disponível no mercado, que já é mal distribuída, ameaça criar uma crise global, com preços exorbitantes. Some aí o fato de todos os nossos alimentos estarem concentrados nas mãos de poucas empresas globais, com o uso de agrotóxicos desenfreado e mais o golpe de misercórida – os transgênicos – fazerem parte de nosso menu diário e – voilá! – vamos continuar pagando caro, e agora ainda mais caro, por uma comida tóxica, geneticamente modificada e que enche os bolsos de um punhado de empresas inconsequentes.

Sei (e muito bem) que apologia ao uso da erva é crime. Mas erva dá em tudo quanto é lugar, não precisa de hectares e hectares pra suprir uma demanda global por matéria-prima alternativa. Não seria o caso de considerarmos essa alternativa?

UPDATE: Uma reflexão e consideração mais detalhada sobre os biocombustíveis X preço dos alimentos aqui, no blog da gabi.

Anúncios

1 Comentário »

  1. […] Obama pra presidência. Não seria tão trágico se, a médio prazo, os agrocombustíveis não fodessem com nosso planeta. Além disso, “libertar os EUA do petróleo árabe” me soa muito mais Bushiano que […]

RSS feed for comments on this post · TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: