Can We Solve It?

Al Gore, o “embaixador das mudanças climáticas” está apostando em uma campanha de envolvimento pessoal. Depois de anos de lobby na política, de ganhar um Nobel e lançar um documentário, Gore finalmente viu que sem o apoio dos indivíduos, pessoas como eu e você, a luta contra o aquecimento global não vale de nada.

We Can Solve It é o nome da campanha, lançada online e offline. O site é bem bacana, bem explicativo, cheio de vídeos e com apelo imediatista (afinal, Gore sabe que a hora de ficarmos na teoria já passou – faz no mínimo uns 16 anos, desde a Eco 92). Há também petições, vídeos e propostas para solucionar a crise que, com o perdão do trocadilho, vai esquentar o planeta.

Mesmo convocando o mundo todo para se engajar, é nítido que o site é focado no público estadunidense. É época de eleições nos EUA e é muito provável que um democrata leve a faixa dessa vez (err… os votos da Flórida e dos eleitores que estão fora do país serão contados direitinho dessa vez, né EUA?) e o apoio de Gore como um superdelegado é decisivo. Obama Barack e Hillary Clinton precisam de Gore, e Gore precisa do mundo do seu lado. Acho que isso explica o teor “join us, America!” do site.

Mas, do mesmo jeito que me pergunto se os eleitores americanos estão prontos para uma mulher ou um negro na presidência dos EUA, me pergunto se eles estão prontos para dar um passo adiante contra o aquecimento global. Envolver-se com essa questão significa mudar hábitos de consumo de uma sociedade fundamentalmente consumista, e talvez uma adaptação numa economia já assombrada pela recessão. Desde o segundo ano da guerra no Iraque, a população estadunidense começou a enxergar a realidade com olhos diferentes, bem parecidos com os dos hippies que tomaram o país nas imensas manifestações nos anos 70: nem sempre a mídia fala a verdade (especialmente quando quase toda ela está nas mãos de Rupert Murdoch); nem toda guerra vale a pena (pra não dizer nenhuma); e a fórmula do capitalismo é falha (ela considera que os recursos são ilimitados e que o uso deles não causa nenhum impacto para a humanidade). Mas, daí pra uma grande mudança há um vale gigantesco, que a direita americana finge não existir e a esquerda tem medo de cruzar.

Can we solve it? Não sei. Muitos dizem que todas as espécies que já passaram por este planeta evoluiram ou foram extintas. Se não mudarmos o rumo do consumo e da política global agora, em breve seremos praticamente extintos. Nos resta evoluir – talvez adquirirmos guelras para sobreviver num mundo com o nível do mar acentuado, como em Waterworld, ou nos tornarmos aptos a viver com pouquíssima água e comida não seja o caminho. Talvez nos baste evoluir somente o pensamento.

Anúncios

1 Comentário »

  1. […] Sierra Maestra wrote an interesting post today on Can We Solve It?Here’s a quick excerptObama Barack e Hillary Clinton precisam de Gore, e Gore precisa do mundo do seu lado…. […]

RSS feed for comments on this post · TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: